Como ajudar a criança a lidar com a tristeza ou com o medo
??????????????????????????????????????????????

Na semana passada trouxemos-te algumas dicas sobre como podes ajudar o teu filho a lidar com a raiva. Hoje vimos falar de outras emoções que também perturbam bastante os nossos filhos e nem sempre sabemos o que fazer para melhor os ajudar a ultrapassá-las, quando de manifestam de forma mais intensa, e que são a tristeza e o medo.

E vamos começar primeiro por falar da tristeza.

Quando vemos o nosso filho a chorar é impossível ficarmos indiferentes, porque o nosso coração sofre com ele e, por todo amor que sentimos, a nossa tendência é tirá-lo imediatamente desse estado, só que, com isso, perdemos a oportunidade de o ajudarmos a desenvolver habilidades emocionais para a vida.

Mas o que devemos então fazer, quando isso acontece?

Em primeiro lugar dizendo algo como “Percebo que estás muito triste e estou aqui se precisares de mim”.
Também ajuda muito quando contamos histórias verídicas nossas de alguma altura em que nos sentimos muito tristes, o que aconteceu, como nos sentimos e como lidámos com isso.Consegues imaginar como te sentirias se alguém fizesse isso contigo num momento em que te sentisses muito triste?Ajuda, não bastante, não é mesmo?
A outra emoção de que te queremos falar hoje, muito típica da infância, é o medo.O medo surge nas crianças exatamente quando elas começam a perceber que não têm controlo sobre que lhes acontece e, donos de uma imaginação muito poderosa, começam a criar na sua mente todo o tipo de cenários que podem acontecer.Os medos mais comuns são o medo do escuro, dos hospitais, dos trovões, de monstros, de ficarem sozinhos, entre outros e muitas vezes somos nós que alimentamos estes medos com expressões que eram muito comuns na nossa infância, como “O homem do saco”, “O polícia mau” ou “Se não vestires o casaco vais ficar doente e depois tens de ir para o hospital/levar injeção”, etc.Alguma destas frases fez parte da tua infância?A intenção é a melhor, sem dúvida alguma, mas esquecemos que a mente das crianças não funciona como a nossa e elas ainda não conseguem distinguir entre a realidade e a fantasia, por isso devemos evitá-las completamente.Quando a criança está com medo devemos:– Aceitar isso, ao invés de negar ou desconsiderar– Explicar as coisas de forma simples– Contar histórias de superação, principalmente do nosso próprio passado– Ir expondo a criança ao seu medo, de forma muito gradual, respeitando o seu tempo e aceitando eventuais recuos como parte do processo.

E pronto, por hoje é tudo, esperamos que estas dicas te ajudem!

Partilha connosco a tua opinião e as tuas experiências!

Manda-nos um e-mail para geral@superpais.pt com alguma questão que gostasses de ter respondida – as tuas dúvidas são seguramente as mesmas que as de muitos outros pais.
 
Somos gratos por estares aí,
Sandra e Evandro

Subscreve a nossa newsletter

Recebe um e-mail nosso por semana com dicas e sugestões sobre diferentes aspetos da educação, para recuperares a tranquilidade do teu lar

(Podes cancelar a subscrição a qualquer momento)

Partilha:

Últimos artigos do blog

Queres acabar com as birras em tua casa?

Programa Kids Zen

Ajuda os teus filhos a crescerem mais tranquilos
Com 9 meditações guiadas diferentes para crianças dos 3 aos 8 anos

© COPYRIGHT 2021 SUPER PAIS - ALL RIGHTS RESERVED